29 de maio de 2015

11:22

Dietas só com acompanhamento de nutricionista!

http://guiadoestudante.abril.com.br/imagem/nutricao_alimentos_bloco.jpg

Uma das principais dúvidas que ocorre é o que acontece com a pessoa que faz/segue uma dieta sem ajuda de um profissional especializado. E tenho certeza que muita gente não tem noção de que o uso de remédios e alterações radicais na alimentação sem ter o acompanhamento nutricional podem colocar a saúde em risco e trazer complicações piores do que o excesso de peso.

Dietas sem acompanhamento são restritivas e não levam em conta estado de saúde, hábito alimentar e estilo de vida do indivíduo, não têm preocupação em promover educação nutricional e, o mais complicado, não conseguem acompanhar a manutenção do peso perdido

A importância da nutrição em nossas vidas, uma vez que precisamos comer para viver é muito mais do que combustível para o nosso corpo, pois, além de nos fornecer energia, ela também previne e ajuda na cura de diversas doenças. É responsável pela avaliação, diagnóstico e acompanhamento do estado nutricional de pessoas de todas as faixas etárias com o objetivo de recuperar ou promover a saúde por meio de uma alimentação adequada.

Nada de pegar dicas com professor da academia ou com aquela pessoa que malha há mais tempo do que você! Não submestime a importância de um (a) nutricionista na elaboração de uma dieta.

22 de maio de 2015

17:58

Suplementação adequada a praticantes de ciclismo




Os ciclistas necessitam de energia para o treino e competição e de aminoácidos na recuperação para reparar os danos celulares que ocorrem durante o treino e/ou provas. Sabe-se que, em média, a proteína contribui com menos de 15% da energia durante o exercício, mas colabora para o ganho de massa muscular e promove a recuperação, após o exercício físico intenso.

A combinação de hidratos de carbono e proteínas oferece uma melhor resposta de abastecimento e desenvolvimento muscular, reduzindo o cortisol, uma hormona que destrói o músculo, apoia Nancy Clark, membro do American College of Sports Medicine.

Os hidratos de carbono não reparam nem constroem músculo. As proteínas sim.

O que diz a ciência

Cientistas da James Madison University, na Virgínia, Estados Unidos da América, descobriram que os ciclistas que consumiram um gel de hidratos de carbono e proteína melhoraram a capacidade de endurance e apresentaram menos dores musculares do que aqueles que consumiram apenas gel com hidratos de carbono.

Os autores do estudo publicado no Journal Strenght Conditioning Research confirmam investigações anteriores e recomendam aos praticantes de ciclismo que consumam um gel ou uma bebida isotónica com hidratos e proteína durante o exercício e na fase da recuperação (após o treino ou a competição), para aumentar a capacidade para o exercício físico de endurance e prevenir as dores musculares intensas pós-exercício [*1].

Pôr em prática

Tome 30g de hidratos de carbono/hora + 0,5 litros de bebida isotónica + 5g de aminoácidos misturados na bebida. Nota: é preferível tomar aminoácidos ou péptidos em vez de proteína inteira. A proteína inteira necessita de ser digerida. Os aminoácidos ou péptidos entram directamente para o sangue sem necessidade de digestão prévia.


________________________________________________________________________________________

REFERÊNCIAS OU NOTAS:
[*1]Consumption of An Oral Carbohydrate-Protein Gel Improves Cycling Endurance and Prevents Postexercise Muscle Damage, The Journal of Strenght and Conditioning Research Vol. 21 – Issue 3, Agosto 2007 (LINK

6 de maio de 2015

10:31

Períodos sem competições e a nutrição

http://www.bloguesia.com.br/wp-content/uploads/2011/10/Nutri%C3%A7%C3%A3o-esportiva.jpg

Uma das preocupações de quem trabalha com nutrição para atletas é o período que ele não está em competição. Principalmente porque, teoricamente, são situações que há uma energia gasta menor do que o normal, usual.

É o período para o atleta relaxar e fazer uma pausa do stress da temporada e ele tem que aproveitar. Mas é importante ter como objetivo o controle porque quanto mais abuso tiver, maior será a dificuldade de voltar em forma para a próxima temporada.

Com a redução do gasto energético (menos tempo de treino) é necessário que haja uma redução no consumo de energia (energia dos alimentos ingeridos), ou o armazenamento de gordura corporal aumenta. Pode experimentar uma redução da fome e do apetite, o que tornará mais fácil a redução do consumo de energia. Reduzir a ingestão de energia é feita principalmente pela redução da ingestão total de alimentos e pela redução da gordura nos alimentos.

A massa muscular deve ser mantida, ou aumentada para desportistas mais jovens, caso seja esse o objetivo de peso para a próxima temporada. Esta é uma altura para efecivamente aumentar a massa magra do corpo, enquanto o treino e os jogos não são contribuir para o consumo de energia.

Tenha em atenção que ainda vai ter algum treino base, e que os pequenos lanches serão sempre muito importantes para o processo de recuperação.


Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *