19 de agosto de 2017

13:56

Cozinha Vegetariana - 80 Receitas Vegetarianas (Doces) [Áudio Receitas]



Se você sempre pensou que ser vegetariano significa comer alguns legumes cozidos e saladas frias, prepa
re-se então, para uma grande surpresa.

Muita gente acredita ser impossível preparar um bolo ou uma deliciosa sobremesa vegetariana.

A cozinha vegetariana não é uma tortura, e a prova disso é esse Áudio Receitas que irá deixar todos com água na boca.

Este volume inclui sobremesas, docinhos para festas, bombons e até trufa. Então, você também pode Ganhar Dinheiro preparando e vendendo doces vegetarianos.

Os arquivos em áudio serão enviados para o email do comprador, imediatamente, após o pagamento.

Se você achar que este Áudio Receitas não é para você, envie um e-mail para mim em até 30 dias. Vou repetir: 30 dias.

Vou lhe dar 100% de reembolso, imediatamente. E você pode ficar com o Áudio Receitas gratuito e os meus mais sinceros cumprimentos. Dessa forma, você não perde nada.


Clique na imagem para saber o valor do investimento e formas de aquisição.

 Visualizar

Informações sobre o Produto:

Criado por   Bianca Cavalcanti

14 de agosto de 2017

14:53

Saiba os cuidados no consumo de Termogênico

 

Um dos produtos mais usados por frequentadores de academia são os termogênicos. O princípio dessa suplementação é simples: há um aumento da temperatura corporal. Esse processo ocorre por meio de desacoplamento mitocondrial - um processo celular, o que faz com que o organismo consuma mais calorias e acelere o metabolismo, levando à perda de gordura corporal.

No entanto, assim como nenhum tipo de suplementação, termogênicos não devem ser consumidos sem recomendação específica. Porém, três pontos que devem ser levados em consideração antes do uso do produto: necessidade, rotina e efeitos colaterais. Cada termogênico possui uma dosagem de produtos bem específica e, portanto, as ações no organismo são diferenciadas. Além disso, pessoas com problemas cardiovasculares jamais devem fazer uso desse suplemento sem prévia autorização de seu médico.

Abaixo, saiba mais sobre esses três pontos: 

1. Necessidade: conforme supracitado, o uso do termogênico não deve ser feito de forma aleatória ou leviana. É preciso que um profissional capacitado tenha avaliado toda a conjuntura da pessoa e, a partir daí, entender qual o produto mais indicado e a forma de uso. Aspectos como o objetivo, características físicas, problemas em consumo de cafeína e outros são levados em conta. Não existe nada que produza o efeito termogênico que um bom treino produz. Outro ponto importante a ser frisado é que, o termogênico, por si só, produz pouco ou nenhum efeito no gasto de perda calórica. É preciso conciliar com atividade física.

2. Rotina: a utilização de termogênicos precisa ser pensada também de acordo com a rotina da pessoa. Estilo de vida, intensidade e frequência de treinos são quesitos a serem considerados. Se o treino é feito antes de dormir ou logo ao acordar também são pontos importantes. O uso de termogênicos algumas horas antes de dormir pode prejudicar bastante seu sono, pois as substancias estimulantes tem um efeito forte no sistema nervoso central.

3. Efeitos colaterais: muitas pessoas sentem efeitos colaterais intensos ao utilizar termogênicos. Os efeitos mais simples podem ser boca seca, tremores, insônia, alterações de humor. Em casos extremos e raros, podem ocorrer arritmias, infartos e AVC. Esses efeitos se dão pela ação das substâncias presentes na medicação sobre o sistema nervoso central, estimulando o mesmo. Ao sinal de qualquer pequena alteração, é sinal de que o uso deve ser interrompido.

Mas então não devemos usar termogênicos?  Se os pontos críticos do usuário foram levados em consideração, não há riscos no uso do termogênico. Na grande maioria dos pacientes o uso é indicado e bem sucedido no que tange à perda de percentual de gordura, porém, é  necessário  fazer a escolha certa do suplemento, com base na individualidade do paciente e não  utilizar o termogênico proveniente das mídias e sem prescrição.

1 de agosto de 2017

14:45

Alimentos integrais: eles são a melhor opção para a sua dieta?



https://2.bp.blogspot.com/-z9MUr5MHlns/VwuJ3feRCKI/AAAAAAAAGS0/ghcRhvxasY0e3DvvvgSVcrdMUyKvlUSLQ/w1200-h630-p-nu/nutricao-e-atividade-fisica.jpg

Você é adepto de massas, pães, biscoitos, bolo, arroz, salgados e outros produtos na versão integral? Ao que tudo indica, alimentos integrais parecem a melhor opção para quem quer perder peso, para quem sofre de diabetes ou até mesmo para quem quer cultivar uma dieta mais saudável. O termo "integral" indica que todos os componentes do grão - farelo, gérmen e endosperma - são conservados durante o processamento.
Mas, afinal, qual o real impacto disso na alimentação? E será que ele é, de fato, tudo isso que se fala ou apenas mais uma dentre tantas modas da dieta? Para descobrir, selecionamos as principais características relacionadas aos alimentos integrais e verificamos com profissionais se elas são ou não verdade. Confira:

Alimentos integrais deveriam ser consumidos diariamente

Por serem fonte rica de carboidratos, vitaminas, mineiras e fibras, alimentos integrais deveriam ser consumidos todos os dias. Com a ingestão diária deles há maior probabilidade de atingir os níveis recomendados de cada nutriente em uma dieta equilibrada. 
mulher com as mãos na barriga - Foto Getty Images

Alimentos integrais ajudam no funcionamento do intestino

Fonte de fibras, os alimentos integrais são indicados para melhorar o intestino preso. A profissional explica que, embora elas sejam eliminadas nas fezes por não termos enzimas capazes de quebrá-las, elas são fermentadas por bactérias dando origem a substâncias que estimulam o funcionamento do órgão.  Um intestino saudável também barra a passagem de substâncias tóxicas que precisariam ser metabolizadas pelo fígado e excretadas pelo rim, evitando, assim, a sobrecarga destes órgãos. Por outro, lado o consumo em excesso dos integrais, quando não é aliado ao consumo de água (2 litros por dia é o recomendado), pode ter o efeito contrário, favorecendo o intestino preso. Mas é muito raro um quadro de intoxicação por fibras, o mais comum mesmo é que as pessoas pequem pela falta de consumo delas no cardápio.  
mulher checando seu peso na balança - Foto Getty Images

Alimentos integrais podem contribuir com o ganho de peso

Alimentos integrais também são fonte de calorias e, assim, podem contribuir com o ganho de peso caso sejam ingeridos em excesso. Moderação, portanto, é fundamental, pois mesmo o que é saudável pode se tornar prejudicial em quantidades exageradas.
macarrão integral - Foto Getty Images

O ideal seria sempre tentar substituir alimentos refinados pela versão integral

A substituição de alimentos refinados por sua versão integral é excelente, pois o processo de refinamento retira as partes mais nutritivas dos grãos. É no farelo e no gérmen que se encontram as vitaminas, os minerais e os antioxidantes. Por isso, sempre que possível invista nesse tipo de alimento para fornecer mais nutrientes ao organismo.  
pessoa anotando sua glicemia - Foto Getty Images

Integrais são mais indicados do que os refinados para quem tem diabetes

O consumo de alimentos integrais previne tanto a hipo quanto a hiperglicemia, pois a ingestão de carboidratos com fibras torna mais lenta a absorção da glicose pelo organismo. Tal característica faz com que esses alimentos sejam mais indicados do que os refinados, que geram picos de glicemia. 
pão integral em forma de coração - Foto Getty Images

Alimentos integrais podem ajudar a prevenir doenças

Redução do colesterol, controle dos níveis de açúcar no sangue, melhora do funcionamento intestinal e prolongamento da saciedade são apenas alguns dos benefícios obtidos com o consumo de alimentos integrais. Desta maneira, há redução do risco de doenças cardiovasculares, da obesidade e até de alguns tipos de câncer, como o câncer de cólon. Assim, uma dieta equilibrada não pode deixar essa opção de fora.  
cesta com vários tipos de pão - Foto Getty Images

Alimentos integrais são menos calóricos do que os refinados

Nem sempre a versão integral dos alimentos apresenta menos calorias. As propriedades nutricionais são muito diferentes, mas o impacto calórico nem sempre é mais vantajoso. Na maior parte das vezes as calorias são equivalentes. Os nutrientes dos integrais, entretanto, fazem seu consumo valer mais a pena.

Publicado em 05/08/13 e revisado em 01/08/17

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *