27 de agosto de 2015

19:03

Confira 10 segredos para emagrecer de vez

 
Divulgação


Elas são dicas simples, porém, extremamente eficazes durante o processo de emagrecimento. Quando falamos em emagrecer de vez ou emagrecimento definitivo, é curioso porque as mulheres e homens experimentam diversas dietas na busca de uma fórmula mirabolante para perder peso, mas esquecem o trivial.


Os segredos para emagrecer de vez são pequenas coisas que podem ser feitas diariamente. Além disso, ter uma boa noite de sono, é importante ter bons hábitos alimentares para manter o peso em seu nível ideal. Confira as dicas:

1. Monte pratos coloridos:
quantos mais cor no prato possuir, mais nutritivo ele será, pois alimentos de diferente cores tem nutrientes variados.

2. Não coma enquanto faz outras atividades: Isso faz com que a pessoa coma mais do que precisa, pois o organismo demora para perceber que está satisfeito. Assim, é importante se concentrar no ato de comer. Além disso, saiba como emagrecer de uma forma rápida e saudável, sem sofrimento e sem Suar em academias…

3. Prefira os produtos integrais: As versões refinados dos alimentos , como farinha e arroz, perdem boa parte dos nutrientes quando são processados, inclusive fibras que ajudam a afastar a fome, e, sobram apenas as calorias vazias, que irão saciar menos a vontade de comer.

4. Modere no Sal: Esse tempero é rico em sódio, que em excesso faz muito mal á saúde. A organização mundial de saúde (OMS) indica, no máximo, 5g de sal por dia, o equivale a menos de 1 colher (chá) rasa. Lembrando que alimentos enlatados e embutidos já trazem quantidades grandes de sal, que funciona como conservante. o consumo moderado do sal é um dos segredos para emagrecer de vez.

5. Leia o Rótulo: Se familiarizar com o ingredientes dos alimentos faz com que você tenha conhecimentos do que está comendo. Assim, isso se tornará um hábito e saber o que se está ingerindo é fundamental. Nas embalagens, os ingredientes do produto aparecem sempre de acordo com a quantidade, na ordem decrescente.

6. Alimente-se de 3 em 3 horas: O recomendado é dividir as refeições durante todos o dia, para não ficar longos períodos sem comer, o que prejudica a ação dos nutrientes. Grandes intervalos entre as refeições também deixam o metabolismo mais lento, o que prejudicará a absorção dos carboidratos, que serão depositados na forma de gordura. Por isso, alimente-se de três em três horas é um dos segredos para emagrecer de vez.

7. Não dormir após comer: Ao deitar-se, o corpo começa a relaxar, diminuindo seu ritmo e aumentando as chances de acumular gordura no organismo.

8. Exercite-se: A atividade física irá queimar calorias e liberar na circulação substâncias que provocam prazer, ajudando a lidar até com o estresse. Por isso, é importante que os exercícios sejam regulares, entre quatro ou cinco vezes na semana.

9. Beba Água: O Ideal é tentar Beber pelo menos 2 litros de água por dia: entre as refeições. Isso vai hidratar o corpo e tirar um pouco da fome, sem consumir nenhuma caloria. Veja também como emagrecer de uma forma rápida e saudável, sem sofrimento e sem Suar em academias…

10. Consumir fibras: É preocupante que apenas 1 em cada 4 pessoas comem a quantidade diária recomendada de fibras. As fibras ajudam o trânsito intestinal e conferem uma sensação de saciedade, que tira a fome. Coma alimentos ricos em fibra é um dos segredos para emagrecer de vez.
(com informações do site Dicas de Saúde)

24 de agosto de 2015

11:10

O carboidrato e a atividade física


http://www.anutricionista.com/wp-content/uploads/2011/08/P%C3%A3es-integrais-535x334.jpg

Para quem pratica atividade física regularmente o carboidrato é um dos nutrientes mais importantes na alimentação do praticante de atividade física. O motivo é que esse nutriente será responsável em aumentar seus estoques antes do exercício, fornecer energia durante o treino e também terá um papel fundamental no período de recuperação pós-treino.


O consumo antes do exercício físico é importante para manter adequados os níveis de glicogênio muscular e hepático (a massa muscular de um adulto armazena em média 450 g de carboidrato e o fígado, em média 70 g), preservando assim o rendimento do praticante durante e após a atividade física. A glicose que chega às células via corrente sanguínea vem desse estoque de glicogênio muscular e hepático.

Os estoques corporais de carboidratos são as maiores fontes energéticas para o trabalho muscular de baixa intensidade (aquele que consome abaixo de 70% do volume de oxigênio máximo, o VO2 max): 50% da energia necessária para esse tipo de exercício vem de carboidratos e o restante, de proteínas e gordura. Já em exercícios com intensidade igual ou superior a 70% do VO2 max, a proporção de carboidratos em relação aos outros macronutrientes é ainda maior. A intensidade, duração, treinamento e a própria dieta interferem na utilização do carboidrato durante a atividade física.

Para permitir tempo suficiente para digestão e absorção dos alimentos, prover quantidade adicional de glicogênio e glicose sanguínea e ainda evitar a sensação de fome recomenda-se o consumo de 200 a 300 g de carboidrato (1 a 3 horas antes) de baixo índice glicêmico - indicador baseado na ingestão do carboidrato de um dado alimento elevar os níveis de glicose sanguínea pós-prandial, comparado com um alimento referencia, a glicose ou o pão branco. Ex.:frutose, amendoim, feijão de soja, lentilha, pêra, damasco, maçã, leite desnatado etc.

Se houver algum alimento no estômago durante a realização da atividade física, o praticante pode se sentir nauseado, devido ao desvio do fluxo sanguíneo do trato gastrintestinal, responsável pela digestão, para os músculos.

O jejum não é recomendado antes da atividade física, pois os estoques de glicogênio hepático diminuem em cerca de 80%, podendo prejudicar o desempenho do esportista, principalmente daqueles que dependem da glicose sanguíneo, que são os que treinam ou competem em atividades de longa duração.

14 de agosto de 2015

14:38

Benefícios da Tapioca

http://coberturadasnoticias.com/wp-content/gallery/receita-de-tapioca/receita-de-tapioca-6.jpg

A mandioca é um arbusto com raízes marrons e com o interior branco e carnoso, de onde é extraída a farinha da tapioca.

Com a farinha da tapioca, podemos elaborar diversos pratos como: sopas, biscoitos, pães, etc.

É um alimento muito nutritivo e que não contem glúten.

Assim todas as pessoas podem consumir a tapioca, especialmente aquelas pessoas que tem intolerância ao glúten.

1. Previne o câncer

Um estudo da Newcastle University detalha que a tapioca é rica em linamarina, substância que se converte em cianeto de hidrogênio.

Quando as células malignas absorven este componente, se eliminam automáticamente.

2. Reduz o risco de anemia

Por ter grande quantidade de ferro, é essencial para a criação de glóbulos vermelhos no sangue.

Melhora a circulação sanguinea e mantém as células saudáveis.

3. Diminui as más formações em recém nascidos

Por ser rica em vitamina B e ácido fólico, a tapioca previne defeitos ou más formações.

4. Melhora a digestão

A tapioca é rica em fibras e proteínas que ajudam a regular o trânsito intestinal, prevenindo inflamações e dores abdominais.

5. Não gera alergias

Por causa da ausência de glúten, as pessoas que tem doença celíaca, podem consumir saudavelmente a tapioca.

6. Sacia a fome

Tem uma grande porcentagem de proteína que faz com que o corpo funcione corretamente, saciando a fome de forma efetiva e assim evitando que se coma em excesso.

5 de agosto de 2015

17:39

Bons hábitos alimentares de pais refletem na saúde dos filhos

http://coxixo.com.br/wp-content/uploads/2015/03/lancheira-escolar.jpg

Bons hábitos alimentares dos pais refletem diretamente na saúde dos filhos. A criança é fruto do meio e, se desde cedo os pais começam a introduzir alimentos saudáveis, o paladar da criança já começa a ser formado ali. Então, se acostumar o pequeno com frutas, verduras e legumes, o paladar da criança se adaptará a isso. No entanto, se desde cedo começa a usar  alimentos cheios de açucar  e industrializados, a criança vai moldar o paladar dela para essas coisas.

Se a criança é criada num ambiente mais saudável, fica muito mais fácil ao longo da infância e em especial na adolescência, quando ela começa a ter mais autonomia, esses hábitos fazerem parte da vida dela. As pessoas, às vezes usam a desculpa de se tornar obeso por problema genético, mas a verdade é que as pessoas se tornam obesas ou hipertensas, por causa dos hábitos de vida.

Os pais tem uma responsabilidade muito grande na saúde ou na doença dos filhos.

Feito por: