24 de abril de 2017

10:43

É verdade que mães engordam quando param de amamentar?


balança; peso; dieta (Foto: Thinkstock)

Sim, é isso mesmo! Enquanto a amamentação ajuda a perder os quilos, parar de dar o peito pode colaborar com o aumento de peso. Isso acontece porque, durante o aleitamento, o gasto calórico aumenta bastante: são de 900 a mil calorias que vão embora por dia.

Como emagrecer depois da gestação?

Nutrição para Gestantes

Afinal, para produzir tanto leite é preciso muita energia. Tudo isso faz com que você sinta mais fome e precise ingerir cerca de 500 calorias a mais diariamente. O que acontece é que a mulher para de amamentar e continua com a mesma dieta. Além disso, é nessa época que muitas voltam ao trabalho e o estresse também pode contribuir para o ganho de peso.

A dica é readequar os hábitos alimentares e começar uma atividade física leve, como caminhada, o que pode ser feito aos poucos ainda durante a amamentação. Mas não se esqueça de pedir o aval do obstetra!

19 de abril de 2017

13:32

Como funciona a dieta para hipertrofia feminina

 http://www.mundoboaforma.com.br/wp-content/uploads/2014/08/mulher-forte-620x330.jpg

Braços definidos, coxas torneadas e abdômen trincado. Se você tem esses objetivos, precisa aliar a musculação a uma dieta para hipertrofia feminina. O cardápio visa a eliminar a gordura e a aumentar a massa magra no corpo.

Para obter sucesso, porém, é preciso ter consciência de que esforço e disciplina andam lado a lado. Além de escolher com cuidado seus alimentos, você deve seguir religiosamente seu plano de atividades na academia. Interessou? Então confira as dicas para tornar o corpo sarado possível.

Receitas Para Emagrecimento e Definição Muscular
Receitas Para Aumentar a Massa Muscular
Conheça o curso Ciência na Prática - Módulo 2 - EMAGRECIMENTO

Sem porcarias

Se o seu objetivo com a dieta é deixar os músculos trincados, prepare-se para dar adeus aos doces e aos pratos gordurosos. Chocolates, fast-food, refrigerantes, sucos de caixinha, bebidas alcoólicas, biscoitos e outros alimentos industrializados devem ficar de fora do cardápio.

Alimentos ricos em fibras tendem a ajudar as pessoas a se sentirem satisfeito, consumindo menos calorias, mas se a dieta com mais fibra pode ajudar as pessoas a perderem a gordura visceral, isso ainda precisa ser comprovado através de mais pesquisas.


Macronutrientes

Os macronutrientes são as proteínas, os carboidratos e as gorduras. Eles dão origem às calorias que você vai ingerir ao longo do dia. Numa dieta para hipertrofia feminina, a ingestão de proteínas deve ser maior, pois ela é responsável pela formação da massa magra.

Existe um debate constante no mundo acadêmico sobre a quantidade ideal de proteína. De maneira geral, a recomendação é de dois gramas por quilo de peso corporal. Contudo, o melhor é conversar com um nutricionista especializado para saber a quantidade correta para o seu biótipo.

Muita atividade física

Mesmo apostando na dieta, não dá para deixar o treino de lado, já que você irá ingerir mais alimento que o normal e precisará compensar na malhação. Converse com seu instrutor e explique quais são os seus objetivos. Ele poderá lhe orientar quanto aos exercícios ideais para o aumento da massa magra e a queima da gordura.

3 de abril de 2017

08:47

Dieta: 7 pequenos erros que pessoas saudáveis podem cometer


Legumes e verduras contêm vitaminas lipossolúveis (solúveis em gorduras), como A, E e K, e vários antioxidantes, que necessitam de gordura para serem absorvidos pelo organismo (Foto: Mia via AP)

Legumes e verduras contêm vitaminas lipossolúveis (solúveis em gorduras), como A, E e K, e vários antioxidantes, que necessitam de gordura para serem absorvidos pelo organismo (Foto: Mia via AP)

Mesmo as pessoas mais disciplinadas cometem erros que podem colocar em risco os benefícios de uma dieta saudável.

São pequenos detalhes que ajudam o organismo a absorver mais e melhor os nutrientes que você consome.

Confira sete erros comuns e dicas correspondentes para potencializar os benefícios de alguns alimentos:

1. Comer sementes de linhaça inteiras

As sementes de linhaça são ricas em ômega-3, fibras e lignanas (antioxidantes). Além disso, são um laxante natural, usado para combater prisão de ventre.

Muita gente tem o hábito de comer linhaça no café da manhã, acompanhada de iogurte ou cereal. Mas as sementes acabam chegando ao intestino inteiras, sem ser digeridas.

Assim, alguns nutricionistas, como Cara Rosenbloom, recomendam comer linhaça triturada ou em pó para facilitar a absorção dos nutrientes.

2. Tomar bebidas energéticas após exercício

As bebidas energéticas contêm altos níveis de açúcar e sais minerais e são indicadas para repor os líquidos e eletrólitos perdidos por meio do suor durante atividade física.

De acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar bebidas energéticas após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional (Foto: Damian Dovarganes/AP Photo)

De acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar bebidas energéticas após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional (Foto: Damian Dovarganes/AP Photo)

Mas, de acordo com nutricionistas, não há necessidade de tomar esse tipo de bebida após a prática de um exercício, a menos que se tenha feito um esforço excepcional, como correr uma maratona.

"Se você fez menos de uma hora de exercício, não precisa tomar nenhum repositor energético", afirma Jesús Román, presidente da Sociedade Espanhola de Ciências da Alimentação.

"E, em geral, depois de praticar esporte amador, também não", acrescentou.

O que os nutricionistas recomendam é se reidratadar bebendo água.

3. Tirar o tempero da salada

Os legumes e verduras contêm vitaminas lipossolúveis (solúveis em gorduras), como A, E e K, e vários antioxidantes, que necessitam de gordura para serem absorvidos pelo organismo.

Por isso, deixar de temperar a salada com azeite pode fazer com que você perca seus principais nutrientes. Se não quiser usar azeite, você pode substituí-lo por outros alimentos ricos em gordura, como abacate, sementes, nozes ou queijo.

"Em qualquer dieta você precisa ingerir uma certa quantidade de gordura para que as vitaminas que são solúveis em gordura possam ser digeridas e absorvidas", explica Román.

"De qualquer jeito, é muito difícil que em uma dieta não haja gordura", diz o especialista.

4. Misturar suplementos vitamínicos com café ou chá

A cafeína pode dificultar a absorção de algumas vitaminas e minerais de alguns suplementos, como cálcio, ferro e vitaminas B e D.

Por isso, os nutricionistas recomendam que os suplementos vitamínicos sejam ingeridos com água e, de preferência, antes ou depois de tomar bebidas com cafeína, como café, chá ou coca-cola.

O nutricionista Jesús Román esclarece, no entanto, que o café não impede a absorção de uma forma drástica.

"Os adstringentes, como o tanino, limitam muito mais a absorção", explica Román.

"E quase nunca comemos um alimento isoladamente, sempre haverá interações", ressalva.

5. Esquecer de agitar a garrafa de leite de soja, amêndoa ou arroz antes de beber

As alternativas ao leite de vaca, como o leite de soja, amêndoa ou arroz, costumam ser fortificados com cálcio e vitamina D. Mas esses nutrientes não se dissolvem facilmente e tendem a ficar concentrados no fundo da embalagem.

Se você beber o leite antes de agitar, corre o rico de perder todos os suplementos.

De acordo com Román, o cálcio adicionado, que é um cálcio mineral, não se dissolve nestes leites como o que existe naturalmente no leite de vaca. Então é preciso agitar corretamente.

O especialista recomenda, se possível, tomar o leite de vaca.

6. Acreditar que consome alimentos probióticos porque toma iogurte

Um dos maiores benefícios do iogurte, leite fermentado, é seu teor probiótico, que ajuda a manter a saúde da flora intestinal.

Mas se o iogurte é pasteurizado ou esterilizado, perde os microorganismos vivos que deveriam permanecer ativos no nosso intestino. Assim, passa a ser um produto lácteo, que contém cálcio, vitaminas e proteínas, como o leite, mas não possui propriedade probiótica.

Segundo Román, tomar iogurte pasteurizado é nutricionalmente equivalente a beber um copo de leite.

7. Confundir salada com vegetais

Esta é uma confusão bastante comum, segundo Román. Algumas pessoas fazem uma dieta à base de salada e acreditam que estão comendo vegetais suficientes.

"Uma salada básica, que tem 30 gramas de alface, algumas fatias de tomate e azeitonas, não é suficiente porque não tem volume, não apresenta densidade nutritiva suficiente", diz Román, lembrando que alguns desses ingredientes são 90% água.

Para cumprir a recomendação da Organização Mundial de Saúde (OMS) de consumir pelo menos 5 porções (de 80g cada) de vegetais e frutas por dia, é necessário portanto incluir na dieta vegetais com mais densidade, como verduras cozidas e legumes. 

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *