19 de fevereiro de 2018

Abordagens da Nutrição Espotiva




Imagem inline 1

Nos últimos anos, tem ocorrido um aumento considerável do número de pessoas que praticam atividades físicas, como a musculação, a corrida de rua, a caminhada ou a dança, por exemplo. Em alguns casos, essas atividades passam a fazer parte da rotina dessas pessoas, transformando-se em hobbies ou mesmo fazendo com que o praticante se torne um atleta amador ou profissional.

Esse cenário tem evidenciado ainda mais a nutrição esportiva. Ao contrário dos outros tipos de abordagens nutricionais, ela não tem como foco principal a perda de peso, mas sim a melhoria do desempenho no esporte e nas atividades físicas.

Para aumentar a massa muscular, por exemplo, são necessárias mais calorias do que se gasta. Mas, não qualquer caloria. Para o processo de construção do músculo - chamado de síntese muscular - é necessário mais proteína no cardápio, sem esquecer do carboidrato. 'Em alguns casos, dependendo da intensidade do treino, é necessário até duas vezes mais proteína do que para uma pessoa sedentária

O processo de hipertrofia muscular, ou crescimento do músculo, funciona com estímulos como o da musculação, por exemplo. Ao levantar peso as fibras musculares se rompem, para depois, nas próximas 24 a 48 horas, acontecer o processo inverso, o músculo voltar a se formar, desta vez um pouco maior. Para isso, o organismo precisa de proteína, e de carboidrato, para garantir a energia para esse trabalho.

Logo após o treino, o pico de absorção de carboidrato e proteína é maior, período que deve ser aproveitado por quem se interessa em ganhar músculos. O suplemento pode ser incorporado à dieta, desde que de forma adequada. 'Neste caso, em que se quer aproveitar o momento logo após o treino, o uso de suplemento é interessante pela praticidade, pois é muito mais fácil de levar à academia, do que um lanche, por exemplo.

A abordagem da nutrição esportiva é realizada de acordo com a modalidade e o objetivo pretendido, ou seja, aumento da força, aumento da massa muscular, melhoria da saúde, entre outros.

Assim, na hora de montar o planejamento alimentar do paciente em questão, o nutricionista leva em consideração as características físicas e clínicas do atleta, a fisiologia e a bioquímica do esporte praticado, o treinamento esportivo que é desenvolvido por ele e os parâmetros nutricionais exigidos por suas atividades.




Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *