4 de fevereiro de 2016

Alimentação no carnaval




 

Para não perder o pique e manter a saúde em dia, há certos  alimentos que o folião deve apostar (sinal verde), quais deve deixar de fora (sinal vermelho) e quais merecem atenção (sinal amarelo) nessa maratona de quatro dias intensos de comemoração.  Vamos saber quais são?

Sinal verde

Aposte nos alimentos integrais  


- Alimentos ricos em carboidratos como cereais, grãos e massas, mas dê preferência aos integrais. Eles ajudarão a manter a energia do corpo. Os foliões tem um gasto energético elevado, portanto é importante não deixar de repor essa energia. Os alimentos ricos em carboidratos fornecerão a energia para curtir todos os dias, dando maior sensação de saciedade.

- Manga, mamão, pêssego, caqui, maçã, banana, uva, abacaxi, maracujá e melão são ricos em potássio e em vitamina C, essenciais para um com trabalho muscular. O grupo também ajuda a desintoxicar o fígado, afastando a ressaca.

- Couve, brócolis, couve-flor, repolho. São alimentos crucíferos, que auxiliam na desintoxicação do fígado. Portanto, são boas pedidas na luta contra a ressaca.

O brócolis está na lista dos aliados contra a ressaca 

- Grelhados, assados e ensopados. Troque a fritura por qualquer um desses tipos de cozimento.

- Melancia. Maior parte dessa fruta é água, por isso, vale a pena apostar nesse alimento que, além de garantir energia, também hidrata.

- Sanduíche de pão integral com azeite e peixes em conserva. Esta é a indicação para quem quer levar um lanche e não passar fome durante a folia. O azeite conserva melhor do que a manteiga.

Sinal amarelo

Cuidado com os frutos do mar  

- Fique atento na hora de consumir frutos do mar. Se não estiverem conservados de maneira correta, podem estragar e provocar uma intoxicação alimentar séria.

- Cuidado com alimentos vendidos na praia. Preste atenção nas condições de higiene e de conservação

- Os energéticos ajudam a manter o fôlego durante a folia, mas podem se tornar uma ameaça à saúde se misturados com álcool.

Sinal vermelho

Cuidado com o sal na comida


- Evite ingerir alimentos gordurosos. Além de prejudicar a digestão, eles provocam sono e podem atrapalhar quem quer aproveitar a festa. A digestão fica lenta e causa sensação de estufamento e moleza, prejudicando a mobilidade do corpo.

- Temperos industrializados. O alto teor de sódio presente pode favorecer a retenção de líquidos e aumentar a pressão arterial.

- Cuidado com o sal. Como esse é um período de mais desgaste do corpo e de hidratação mais comprometida, o ideal é reduzir a quantidade de sal na comida.

Líquidos

Invista nos sucos naturais 

- O álcool deve ser consumido com moderação. Para evitar os malefícios da bebida, intercale com refrigerante ou sucos na proporção de dois copos para um. "As bebidas alcoólicas em geral podem desidratar, por isso, o ideal é intercalar com não alcoólicos. Destilados precisam de mais líquidos do que o normal.

- Beba de 2 a 3 litros de água por dia. A própria bebida acaba desidratando o organismo, pois pode agir como diurética.

- Isotônicos são ótimos para repor sais mineiras de matéria rápida. Se a pessoa estiver muito desidratada, essa é uma boa indicação. Mas não podem ser indicados a qualquer pessoa: pacientes com insuficiência renal devem evitar essas bebidas.

- Suco de frutas ajudam a refrescar e são repletos de vitaminas. Entretanto, nenhum líquido deve substituir refeições, principalmente se a bebida for ingerida em uma alimentação pré-folia, quando o gasto de energia intenso ainda está por vir. Nessa situação, "o ideal é consumir alimentos cuja liberação de energia seja mais lenta, isto é, que contenha carboidratos de liberação energética mais lenta e contínua..

- Água de coco é um excelente repositor de líquidos e sais minerais, e é uma opção natural.

- Incremente o suco de laranja com couve, que ajuda a desintoxicar o fígado.

- Sentir sede é um sinal de que o seu organismo está desidratado. Nessa hora, beba muito líquido.

Se você sabe que irá beber...

- inclua o gengibre na alimentação e bebidas. Sucos que contenham gengibre também são ótimas opções, pois ele combate a náusea e tem ação anti-inflamatória no sistema digestivo. 

- Comer um ovo depois do excesso de consumo de álcool pode também combater os sintomas da ressaca. O ovo possui uma proteína rica em cisteína, que contém glutationa, capaz de auxiliar o organismo a reverter o processo de intoxicação, provocado pela ingestão de álcool. A grande observação é nunca consumir ovo cru, já que ele possui substâncias antinutricionais – Avidina, que não ajudam a eliminar a ressaca.

- Aposte no atum em lata no azeite de oliva. O peixe é rico em ômega 3, fonte de vitaminas e minerais, como ferro, magnésio, fósforo, selênio, e vitaminas do complexo B. Além de ser uma fonte de proteína com baixo teor de gordura – que o corpo perde quando tem contato com o álcool. Com azeite de oliva, o atum diminui o ritmo de absorção do álcool pelo organismo. 

Dicas dos especialistas

- "Não deixe de fazer um café da manhã reforçado antes de sair de casa. Aposte em frutas, leite, pão, cereais, queijo ou ovo", aconselha Elaine Blaso.

- "Para ter maior saciedade e evitar qualquer problema de ordem digestiva, faça refeições fracionadas", indica a nutricionista.

- Não pule refeições ou fique horas sem comer. Algumas pessoas, no desejo obcecado pelo corpo perfeito, optam por cardápios restritivos, ingerindo apenas frutas ou só proteínas. Essas atitudes podem causar desequilíbrio do organismo ou problemas ainda mais sérios como sobrecarga renal.

- Para os dias de maior desgaste físico, escolha sapatos e roupas leves, preferencialmente de cores claras.



Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *