17 de dezembro de 2014

Tipos de Exercícios Físicos para o controle do peso corporal






De acordo com o ACSM (2000) os exercícios físicos visando o emagrecimento podem ter tanto natureza aeróbica quanto natureza anaeróbica, esse último podendo ser treinamento resistido ou atividades intervaladas. Os exercícios também podem ser mistos, com parte aeróbica e parte anaeróbica.

Exercícios Aeróbicos

Os Exercícios aeróbicos têm sido largamente difundidos como método eficaz no controle do peso corporal, este deve ter ênfase na duração (volume) e freqüência de treino a fim de maximizar o gasto energético da atividade (Schneider; Meyer, 2007). Estudos têm demonstrado que exercícios aeróbicos tendem a diminuir a Massa Corporal (MC) e a Gordura Corporal (GC) total. (Figueroa-Colon et al, 1998).

    Eliakim et. al. (2002) submeteu crianças e adolescentes obesos a um programa de exercícios aeróbicos de duração de três a seis meses e comparou com um grupo controle de crianças e adolescentes. Os resultados mostraram uma redução na MC e no IMC no grupo submetido a exercícios aeróbicos em relação ao grupo controle.

    A grande vantagem dos exercícios aeróbicos reside no fato de ser o mais simples e barato entre os tipos de exercícios, porém, ainda assim proporcionando bons resultados (ANTUNES et al, 2006).

    A desvantagem dos exercícios aeróbicos está relacionada a esse tipo de exercício não impactar positivamente a Massa Corporal Magra (MCM), sendo que a MCM parece estar diretamente relacionada com a TMB que pode chegar a corresponder até 70% do gasto energético diário sendo fundamental no processo de controle do Sobrepeso e da Obesidade. Ou seja, quanto maior for a MCM maior será a TMB e, por conseguinte, o gasto energético diário (DEFORCHE et al, 2003).

Exercícios Anaeróbicos

    Estudos têm demonstrado que os exercícios anaeróbicos são capazes de aumentar a MCM e, conseqüentemente, TMB, promover gasto calórico considerável durante o exercício físico em si e provocar uma alto EPOC (consumo de oxigênio em excesso pós-exercício) proporciona que organismo continue gastando calorias de forma acelerada após o término dos exercícios, sendo que quanto maior a intensidade do exercício anaeróbico maior será o EPOC (CASTINHEIRAS NETO; FARINATTI, 2010).

    Sothern et. al. (2000) avaliaram 19 obesos durante 10 semanas em um programa de exercícios anaeróbicos, neste caso treinamento resistido. Foram avaliadas em relação a um grupo de controle que praticou caminhada também durante 10 semanas a MCM e o %GC. Ao final das 10 semanas AM bons os grupos tiveram resultados positivos de redução do %GC, porém o grupo que realizou exercícios anaeróbicos aumentou discretamente a MCM, porém no grupo que realizou exercícios aeróbicos houve redução da MCM, gerando assim redução da TMB e do gasto energético diário.

    Notadamente a grande vantagem dos exercícios anaeróbicos em relação aos exercícios aeróbicos é o aumento ou manutenção da MCM, proporcionando efeitos duradouros de redução ponderal e controle do peso corporal, além de proporcionar todos os outros benefícios do treinamento aeróbico, pois embora durante a realização da atividade os exercícios aeróbicos promovam maior gasto calórico após a atividade, por causa do EPOC, os exercícios anaeróbicos promovem maior gasto calórico. Essa relação tende a ser: maior gasto calórico total equilibrado entre aeróbico e anaeróbico ou tendendo ao exercício anaeróbico o maior gasto calórico (CASTINHEIRAS NETO; FARINATTI, 2010, BAR-OR, 2003).

    A desvantagem dos exercícios anaeróbicos se refere ao custo mais elevado para a realização dos mesmos. Em geral, necessita-se de uma academia para praticar os exercícios resistido e/ou intervalados, isso dificulta o acesso à parte da população a esse tipo de treinamento, pois existem poucas academias públicas no Brasil e as academias particulares têm uma mensalidade não condizente com o poder aquisitivo da maioria da população brasileira (ANTUNES et al, 2006).

Exercícios Mistos (Aeróbicos e Anaeróbicos)

    Os Exercícios Mistos consistem em utilizar na mesma sessão de treinamento tanto exercícios anaeróbicos quanto exercícios aeróbicos (ROCCA et. al, 2008).

    Pesquisas recentes têm demonstrado que os exercícios mistos são o melhor tipo de exercício mais eficaz na prevenção e no tratamento da obesidade, pois conseguem agregar tanto os benefícios dos exercícios aeróbicos quanto dos exercícios anaeróbicos (BRAITH; STEWART, 2006; SARSAN et al, 2006).

    Lemura e Maziekas (2002) concluíram em seu estudo que o treinamento composto por exercícios mistos era o mais eficaz no controle do peso corporal, pois este provocava redução da MC e GC e, além disso, conseguia manter ou aumentar a MCM e a TMB.

Fonte


Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *