28 de julho de 2014

A eterna batalha: suplementação x anabolizantes




http://www.ultrashopsuplementos.com.br/admin/artigos/img/suplementos.jpg

Suplemento alimentar, alimentação saudável ou anabolizante? Enquanto os primeiros são indicados para pessoas saudáveis, com alguma carência de nutrientes, os esteroides são medicamentos que devem ser usados apenas com receita, em casos muito específicos.

Os suplementos alimentares podem ser consumidos para prevenir e tratar doenças (no fígado e nos rins, por exemplo) e suprir a falta de apetite, restrições na dieta ou alimentação inadequada decorrente de estresse, correria ou maus hábitos, sendo vendidos em cápsulas, pó, pastilhas, líquidos, granulados e tabletes, entre outros formatos.

O uso de anabolizantes em curto prazo e contínuo pode trazer prejuízos à saúde. Os efeitos do uso de anabolizantes por praticantes de atividades físicas são ginecomastia, indução de acne, engrossamento da voz, aumento na quantidade de pelos, redução na produção de espermatozoides e queda na libido, alargamento facial (nariz, orelhas e língua), aumento dos pés, mãos e queixo, impotência, alterações menstruais, além de doenças como as cardíacas, dislipidemias, hipertensão, diabetes, tireoidianas, câncer, fechamento prematuro das epífises ósseas e redução na produção de anticorpos.

Eles são hormônios que têm como objetivos principais o aumento no desempenho em atividades físicas e construção de tecidos. Podem ser utilizados em tratamentos médicos ou com objetivo de aumento de massa magra por praticantes de atividade física e atletas.

Por outro lado, é recomendável fazer ingestão de suplementos alimentares quando a ingestão alimentar não for suficiente para alcançar a necessidade de nutrientes que o corpo precisa. Podem ser usados por praticantes de atividade física que não conseguem consumir quantidades adequadas de proteínas, carboidratos, calorias e eletrólitos, assim como por pacientes com câncer que têm um alto catabolismo, como também para fisiculturistas que possuem necessidades calóricas e proteicas bastante aumentadas, entre outras finalidades.

As pessoas devem se alimentar de forma saudável e equilibrada, contendo calorias, carboidratos, proteínas, gorduras, vitaminas e sais minerais em quantidades adequadas às suas necessidades, pois um corpo saudável é conquistado com alimentos de boa qualidade e em quantidades suficientes a cada indivíduo.

Quando falamos em corpo bonito, temos que ter cautela, pois há diferentes concepções para isso. Para objetivos de definição ou hipertrofia muscular devemos avaliar cada paciente individualmente, considerando sua massa magra atual, tipo e intensidade de exercícios executados, suas limitações, doenças preexistentes, antecedentes familiares, hábitos alimentares, cultura, horários, gostos, entre outros fatores para a prescrição de uma alimentação adequada a este objetivo.

Dietas da moda, incluindo as indicadas por artistas, blogueiras, ou mesmo por revistas não científicas, podem trazer prejuízos ao corpo como perda de massa magra, queda de cabelo, unhas fracas, pele ressecada, e até mesmo consequências mais graves como anorexia e bulimia, sem contar a grande possibilidade de haver um efeito "sanfona" (engorda e emagrece), visto que são dietas limitantes em determinados nutrientes, não sendo possível levá-las muito tempo adiante. Por isso o mais indicado é se consultar com um profissional nutricionista para a prescrição de uma alimentação adequada e adaptada à realidade de cada indivíduo.

Alimentos que não devem ser ingeridos para quem busca vida saudável e corpo bonito são os ricos em açúcar, gordura e produtos industrializados ricos em conservantes, corantes, estabilizantes e sódio, estes devem ser evitados por todos os indivíduos de todas as faixas etárias, pois, além de afetarem a estética corporal, ainda podem trazer doenças graves como a obesidade, diabetes, doenças cardíacas, dislipidemias, como hipercolesterolemia (colesterol alto), entre outras complicações.

Uma alimentação baseada em alimentos naturais como frutas e verduras, alimentos integrais como pães, arroz, macarrão, leguminosas, carnes, leite e derivados, castanhas, entre outros devem compor uma alimentação saudável. Vale lembrar que algumas patologias requerem uma alimentação diferenciada e isso deve ser tratado com cautela. Procure manter o equilíbrio, a base de bastante proteína, carnes brancas como peixe e frango, os integrais, frutas, verduras e muita água. Em se tratando de "besteiras", às vezes come aos finais de semana no famoso "dia do lixo" e durante a semana volta para a dieta rígida.



Comente:


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *